segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Títulos – Torneio de Classificação do Campeonato Paulista de 1957

Classificar como título a vitória corinthiana no Torneio de Classificação do Campeonato Paulista de 1957, convenhamos, é forçar a barra. Mas como ela consta em qualquer lista de conquistas da história do Corinthians, temos que considerá-la.

Vamos ao contexto histórico: nos anos de 1956 e 1957, o regulamento do Campeonato Paulista previa um Torneio de Classificação em que os 20 times participantes se enfrentariam em sistema de pontos corridos, em turno único, para decidirem seu futuro na competição: enquanto as 10 primeiras colocadas avançariam para o Campeonato Paulista de fato, as demais 10 disputariam o Torneio de Rebaixamento.

Fato é que em 1957 o Corinthians nadou de braçada no Torneio de Classificação: fez uma campanha invicta, obtendo 13 vitórias e seis empates em 19 jogos, e acabou cinco pontos à frente do segundo colocado – e, portanto, é considerado o campeão desta etapa, já que a fase de classificação não costuma ser computada como parte do Campeonato Paulista, e sim como um torneio individual.

Dentre os resultados mais expressivos alcançados pelo Corinthians ao longo da campanha, destacam-se as goleadas aplicadas sobre Ferroviária (7x1), Linense (5x0) e Botafogo de Ribeirão Preto (5x1).

Ficamos com o título do Torneio de Classificação, mas não obtivemos o mesmo sucesso no Paulista: terminamos na terceira colocação, dois pontos atrás do campeão São Paulo, que nos derrotou exatamente na última rodada da competição e nos ultrapassou na tabela.

Time-base: Gilmar; Olavo e Alfredo (Cássio); Idário, Walmir e Oreco; Cláudio (Zé Carlos), Luizinho, Índio, Paulo (Rafael) (Zague) e Boquita. Técnico: Oswaldo Brandão.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Títulos – Taça Charles Miller de 1958

Até 1958, a Taça Charles Miller já havia sido disputada três vezes, e com três formatos diferentes. Em 1954, quando foi conquistada pelo Corinthians, seguia o modelo das extintas Taça Cidade de São Paulo e Taça Prefeitura Municipal de São Paulo, ou seja, tinha como participantes os três primeiros colocados do Campeonato Paulista do ano anterior. Já em 1955, a disputa – que também teve o Corinthians como campeão – cedeu espaço a um torneio que incluía também equipes do Rio de Janeiro e estrangeiras, sendo denominada Torneio Internacional Charles Miller (há fontes que indicam ser outra competição, independente, enquanto outras afirmam se tratar da mesma disputa, mas com outro sistema). Por fim, em 1956, edição vencida pelo São Paulo, foram convidadas para o torneio as equipes do chamado Trio de Ferro, ou seja, as três grandes equipes da capital (Corinthians, Palmeiras e São Paulo). Porém, na edição de 1958, o formato original do torneio foi recuperado; assim, tomaram parte na competição os três primeiros colocados do Campeonato Paulista de 1957 – Corinthians (terceiro colocado), São Paulo (campeão) e Santos (vice) –, que se enfrentariam em um triangular com sede no Pacaembu de todos contra todos em turno único, sendo declarado campeão o time com mais pontos somados.

Estreamos em 13 de abril, contra o Santos, em partida que não saímos de um empate em 2x2 mesmo após termos ficado em vantagem duas vezes. Paulo e Battaglia marcaram para o Corinthians.

Na sequência do torneio, em 16 de abril, com dois gols de Rafael, dois de Joãozinho e um de Zezé, simplesmente destruímos o São Paulo por 5x1.

O título seria decidido apenas após o resultado do jogo entre Santos e São Paulo, que fecharia o triangular. Mas como nessa partida a equipe da Baixada saiu com a vitória, a liderança acabou dividida entre eles e nós. E aí se inicia mais um título polêmico da nossa história, em uma história bastante mal explicada. Um jogo extra entre Corinthians e Santos, a ser disputado no dia 27 de maio, foi marcado, mas não pôde ser realizado devido a chuvas que tornaram o campo do Pacaembu impraticável, e pelo que consta a partida jamais foi remarcada. E então, sabe-se lá por que cargas d'água, o Corinthians foi declarado o campeão desta que seria a última edição da Taça Charles Miller.

Time-base: Aldo (Cabeção); Olavo e Ari Clemente; Idário, Goiano e Benedito; Battaglia, Luizinho, Joãozinho (Paulo), Rafael e Zezé. Técnico: Cláudio.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

Agenda – 27 de janeiro

No dia 27 de janeiro de:

 
Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
na nossa agenda, clique aqui.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Agenda – 25 de janeiro

No dia 25 de janeiro de:

  • 1953 o Corinthians perdeu para o XV de Jaú por 3x1, mas, mesmo com a derrota, conquistou o Campeonato Paulista de 1952, o 14º de sua história.
      
Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
na nossa agenda, clique aqui.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Pós-jogo: Corinthians 0x0 (3x4) São Paulo

Florida Cup 2017 – Final

Eu confesso que quando ficou definido que nosso adversário na final da Florida Cup 2017 seria o São Paulo, eu comemorei. Afinal, já tínhamos eliminado nas semifinais o Vasco, nosso maior freguês nacional, e agora teríamos a oportunidade de derrotar nosso maior freguês estadual, que não nos vencia em uma partida decisiva há 17 anos. Mas dessa vez não fomos felizes. Novamente pecando na disputa de pênaltis após 0x0 no tempo normal, acabamos derrotados, e a taça foi para o rival. Rival, aliás, que fez uma campanha pior que a nossa, já que empatou seus dois jogos e acabou sendo campeão sem marcar um mísero gol na competição.

O fato é que a Florida Cup não vale nada, mas a partir do momento em que um time como o Corinthians entra na disputa, tem que jogar pra vencer. E quando a disputa do título é realizada contra um rival, ela se torna uma questão de honra. Novamente faltou isso para a nossa equipe.

Vamos aguardar o que essa temporada tem pra nos oferecer.

Próximo jogo: 1º/2, contra a Ferroviária, em amistoso.

Veja a disputa de pênaltis no vídeo:


Para ver todos os posts da Florida Cup 2017, clique aqui.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Pós-jogo: Corinthians 4x1 Vasco

Florida Cup 2017 – Semifinal

Bela estreia corinthiana na temporada! Aliás, pré-temporada, já que a partida contra o Vasco pela Florida Cup faz parte da preparação da nossa equipe antes dos compromissos oficiais de 2017.

O torneio tem um formado bastante estranho, com duas competições independentes se desenvolvendo: enquanto seis das equipes participantes se enfrentam em um grupo, outras seis (incluindo o Corinthians) jogam uma disputa eliminatória, em mata-mata.

Devido à desistência de algumas equipes, o Corinthians estreou diretamente na semifinal, contra o Vasco. E como sabemos, mata-mata contra o Vasco é sinônimo de alegria. NUNCA em toda a história fomos derrotados pela equipe carioca em um jogo decisivo. Já os vencemos em jogos eliminatórios de todos os torneios que existem, e a impressão que tenho é que se fizessem um campeonato na Lua, com certeza teria um Corinthians x Vasco por lá, só pra que a gente conseguisse eliminá-los em um lugar diferente.

Assim, como nunca havíamos eliminado o Vasco nos EUA, lá foi o destino cruzar as duas equipes nesse país só pra que víssemos uma nova vitória corinthiana. E foi de goleada, por 4x1 – teve gol até do estreante Kazim, que na entrevista pós-jogo se arriscou em um português melhor que o meu.

Agora estamos na final, na qual pegaremos quem vencer de São Paulo ou River Plate, que se enfrentam hoje.

Próximo jogo: 21/01, contra o São Paulo ou River Plate, pela Florida Cup.

Veja os gols no vídeo:


segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Títulos – Taça Charles Miller de 1954

A Taça Charles Miller foi um torneio criado em 1954 que seguia o formato das extintas Taça Cidade de São Paulo e Taça Prefeitura Municipal de São Paulo, ou seja, reunia os três primeiros colocados do Campeonato Paulista do ano anterior. As equipes participantes se enfrentariam em um triangular com sede no Pacaembu, todas contra todas em turno único, e aquela com mais pontos somados levantaria a taça.

Participaram da Taça Charles Miller de 1954 o Corinthians, terceiro colocado no estadual de 1953, além de São Paulo, campeão, e Palmeiras, vice.

Em 21 de julho, aplicamos 3x0 no Palmeiras, com um gol de Gatão e dois de Cláudio.

Na sequência do torneio, em 25 de julho, o Corinthians jogava pelo empate contra o São Paulo para ser campeão, já que o confronto entre Palmeiras e São Paulo na rodada de abertura do triangular havia terminado empatado. E foi no sufoco que conquistamos o título inédito: perdíamos por 3x1 – Goiano havia marcado para o Corinthians –, mas Gatão fez mais dois, garantindo o empate em 3x3.

Time-base: Cabeção; Homero e Diogo; Olavo, Goiano e Roberto; Cláudio, Luizinho, Baltazar (Nardo), Gatão e Simão. Técnico: Oswaldo Brandão.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

Agenda – 14 de janeiro

No dia 14 de janeiro de:

  • 1926 nasceu Oswaldo Silva, o Baltazar, atacante que atuou no Corinthians de 1945 a 1957.

  • 2000 o Corinthians venceu o Vasco por 4x3 nos pênaltis após 0x0 no tempo normal e na prorrogação e conquistou o Mundial da FIFA de 2000, o 1º de sua história.
        
Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
na nossa agenda, clique aqui.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Títulos – Taça Prefeitura Municipal de São Paulo de 1953

Após a conquista definitiva da Taça Cidade de São Paulo pelo Corinthians em 1952, foi criado um novo torneio nos mesmos moldes para substituir a já extinta competição. Surgiu assim a Taça Prefeitura Municipal de São Paulo, que seria disputada apenas uma vez, em 1953.

O sistema de disputa era exatamente igual ao da Taça Cidade de São Paulo: os três primeiros colocados do Campeonato Paulista da temporada anterior se enfrentariam em um triangular realizado no Pacaembu em turno único, todos enfrentando todos, com o time que somasse mais pontos se sagrando campeão.

Os participantes da Taça Prefeitura Municipal de São Paulo de 1953 foram: Corinthians, vencedor do estadual de 1952; São Paulo, vice; e Portuguesa, terceira colocada.

Nossa estreia, contra a Portuguesa, se deu em 18 de outubro, e com um gol de Luizinho, vencemos por 1x0.

Já na partida seguinte, em 25 de outubro, alcançamos outra vitória, dessa vez contra o São Paulo, por 3x1 – e de virada –, com dois gols de Guerra e um de Rafael, resultado que nos deu o título.

Foi a única edição da Taça Prefeitura Municipal de São Paulo; consequentemente, o Corinthians garantiu a exclusividade de ser o único clube a tê-la conquistado. A partir do ano seguinte, a competição daria espaço à Taça Charles Miller, cujo formato seria o mesmo, salvo exceções em algumas edições.

Time-base: Cabeção; Homero (Murilo) e Diogo (Olavo); Sula (Idário), Julião e Roberto (Clóvis); Souzinha (Cláudio), Vermelho, Guerra (Luizinho), Rafael (Simão) e Mário. Técnico: Rato.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

Agenda – 13 de janeiro

No dia 13 de janeiro de:

 
Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
na nossa agenda, clique aqui.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Títulos – Taça Tibiriçá de 1953

Uma das competições mais nobres de que o Corinthians já participou em toda a sua história foi o Torneio das Missões, ou Pró Missões, disputa essa que valia a Taça Tibiriçá. Isso porque esse triangular, envolvendo também Palmeiras e São Paulo, foi organizado no ano de 1953 em benefício dos flagelados da seca no Nordeste.

O regulamento do torneio previa que todos enfrentariam todos em turno único, em partidas disputadas no Pacaembu, e que a equipe com mais pontos somados levantaria a taça.

Nosso primeiro jogo foi disputado em 8 de março, contra o Palmeiras, e vencemos por 1x0 – o gol solitário foi marcado por Mário.

E em 12 de março, contra o São Paulo, Nilo (contra), Nardo e Carbone deram ao Corinthians três gols de vantagem, mas o rival tentou uma reação, marcando duas vezes. Só que acabou ficando por isso mesmo, e a vitória por 3x2 permitiu mais uma conquista dentre as inúmeras alcançadas pelo Corinthians na primeira metade da década de 1950.

Time-base: Cabeção; Homero e Olavo; Sula (Idário), Goiano e Julião; Souzinha, Luizinho, Nardo (Gatão), Carbone e Mário. Técnico: Rato.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Títulos – Taça Cidade de São Paulo de 1952

A última edição da Taça Cidade de São Paulo foi realizada no ano de 1952.

Participaram da disputa, como sempre, as três equipes mais bem posicionadas no Campeonato Paulista do ano anterior: Corinthians, campeão estadual em 1951; Palmeiras, vice; e Portuguesa, terceira colocada. Nesse triangular, todos jogariam contra todos em partidas realizadas no Pacaembu, e a equipe que somasse mais pontos ficaria com o título.

Conforme já havia sido estabelecido anteriormente, a equipe que vencesse a Taça Cidade de São Paulo cinco vezes alternadas ficaria com o troféu de forma definitiva. Por esse motivo, um elemento que despertou ainda mais interesse em relação à edição de 1952 do torneio foi o fato de que dois dos participantes – Corinthians e Palmeiras – tinham a chance de alcançar esse feito, pois já possuíam quatro títulos cada: enquanto nós havíamos sido campeões em 1942, 1943, 1947 e 1948, o rival havia levantado a taça em 1945, 1946, 1950 e 1951. Assim, a não ser que a Portuguesa fosse campeã, a edição de 1952 seria a derradeira na história da competição – e realmente acabou sendo, pois o título acabaria sendo conquistado pelo Corinthians.

A primeira partida do torneio se deu em 17 de agosto, e vencemos a Portuguesa com goleada: 4x0, com dois gols de Carbone, um de Julião e um de Gatão.

No confronto decisivo, em 27 de agosto, jogaríamos contra o Palmeiras pelo empate, já que nosso adversário havia sido goleado pela Lusa na outra partida do triangular. Só que ganhamos com folga: o Palmeiras saiu na frente com um gol logo no início da partida, mas a reação corinthiana começou rapidamente. E com quatro gols de Carbone e um de Cláudio, vencemos por 5x1, fazendo o rival sofrer outra lavada, conseguindo a nossa segunda goleada naquela competição e, o mais importante, garantindo o quinto título corinthiano na história do torneio, o que permitiu que a Taça Cidade de São Paulo ficasse na nossa sala de troféus para sempre.

Uma curiosidade: foi a única vez em que o Corinthians conquistou a Taça Cidade de São Paulo e o Campeonato Paulista na mesma temporada. Na década de 1940, parecia uma maldição: quem vencia um torneio não conseguia ser campeão do outro – até que no início da década de 1950 o Palmeiras levantou as duas taças. E em 1952, exatamente no ano em que a taça foi conquistada de forma definitiva, o Corinthians também conseguiu essa façanha.

Time-base: Gilmar; Homero e Olavo; Idário, Lorena e Julião; Cláudio, Luizinho, Carbone, Gatão e Mário. Técnico: Rato.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

Agenda – 11 de janeiro

No dia 11 de janeiro de:

      
Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
na nossa agenda, clique aqui.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Agenda – 10 de janeiro

No dia 10 de janeiro de:

  • 1979 nasceu Alessandro, lateral-direito que atuou no Corinthians de 2008 a 2013.
        
Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
na nossa agenda, clique aqui.
               

    segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

    Agenda – 7 de janeiro

    No dia 7 de janeiro de:


    Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
    na nossa agenda, clique aqui.
                 

      sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

      Títulos – Taça Cidade de São Paulo de 1948

      Os dois primeiros títulos do Corinthians na Taça Cidade de São Paulo, em 1942 e 1943, haviam formado um bicampeonato. Os dois títulos seguintes na competição também formariam: campeões em 1947, repetiríamos a dose em 1948.

      Tendo como participantes os três primeiros colocados do Campeonato Paulista de 1947 (o vice-campeão Corinthians, além do campeão Palmeiras e da terceira colocada Portuguesa), a disputa seguiria o modelo já clássico: um triangular com sede no Pacaembu em que todos enfrentariam todos, sendo declarado campeão o time que somasse mais pontos.

      Estreamos no dia 18 de abril batendo a Portuguesa por 3x2, em uma partida que perdíamos por 2x0 e fomos buscar a virada – Cláudio, Baltazar e Nenê marcaram para o Corinthians.

      Na sequência, em 25 de abril, uma humilhação: fomos arrasados pelo Palmeiras por incríveis 6x0 – e olha que jogávamos pelo empate para sermos campeões, já que a Portuguesa havia vencido o Palmeiras na outra rodada do triangular.

      Com as três equipes empatadas em pontos, o torneio precisou ser decidido em dois turnos, da mesma maneira como no ano anterior – aliás, foram as duas únicas vezes em toda a história da competição em que isso foi necessário.

      Em 29 de abril, vencemos a Portuguesa novamente, dessa vez por 2x1, com gols de Cláudio e Servílio.

      Como Portuguesa e Palmeiras empataram na partida seguinte do grupo, entramos em campo em 8 de maio contra o Palmeiras na mesma situação da rodada final do primeiro turno: jogando pelo empate para sermos campeões. Mas dessa vez, nada de sofrermos goleada. Noronha abriu o placar, e o Palmeiras até empatou, mas o 1x1 persistiu, e assim conquistamos a Taça Cidade de São Paulo pela quarta vez.

      Estávamos a um título da posse definitiva do troféu.

      Time-base: Bino; Rubens (Moacir) e Belacosa; Palmer, Hélio e Aleixo (Dino); Cláudio, Servílio, Severo (Baltazar), Bode (Nenê) e Noronha (Ruy). Técnico: Gentil Cardoso.

      Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

      Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                        

      quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

      Títulos – Taça Cidade de São Paulo de 1947

      Participaram da Taça Cidade de São Paulo em 1947, como de costume, os três primeiros colocados do Campeonato Paulista do ano anterior: Corinthians, vice-campeão estadual de 1946; São Paulo, campeão; e Portuguesa, terceira colocada.

      Mantendo a tradição, o torneio teve como sede o Estádio do Pacaembu. As três equipes participantes se enfrentariam em um triangular, todas contra todas, e aquela com mais pontos somados se sagraria a campeã.

      Estreamos no dia 13 de abril, contra a Portuguesa, e o resultado foi uma verdadeira vergonha, pois fomos destroçados pelo placar de 5x0.

      Na sequência, em 16 de abril, nos recuperamos repassando a goleada para o São Paulo: vencemos por 5x1, de virada, com três gols de Servílio, um de Ruy e um de Nenê. Mas esse resultado só nos manteve vivos na competição porque na rodada seguinte, que seria a decisiva, o São Paulo bateu a Portuguesa, colocando os três times em igualdade na tabela, com uma vitória e uma derrota.

      Para desempatar a peleja, o jeito foi disputar o returno, algo que jamais havia acontecido na história da competição.

      Em 27 de abril, com dois gols de Baltazar e um de Servílio, vencemos novamente o São Paulo, dessa vez por 3x2, e fomos para a rodada final com sede de vingança contra a Portuguesa e dependendo só de nossas pernas para garantir mais um título.

      E na partida decisiva, em 1º de maio, a Lusa saiu na frente logo no comecinho, dando a impressão de que uma nova goleada se aproximava, mas no segundo tempo, dois gols de Servílio permitiram a virada e a vitória por 2x1 para o Corinthians.

      Assim, vencemos a Taça Cidade de São Paulo pela terceira vez, o que desempatou a série, já que o Palmeiras havia chegado a dois títulos na temporada anterior.

      Time-base: Bino; Domingos da Guia (Belacosa) e Aldo (Maioral); Pellicciari (Palmer), Hélio (Dino) e Aleixo; Cláudio, Baltazar, Servílio, Nenê e Ruy. Técnico: Armando Del Debbio.

      Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

      Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                        

      quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

      Títulos – Taça Cidade de São Paulo de 1943

      Campeão da primeira Taça Cidade de São Paulo, em 1942, o Corinthians venceria também a segunda edição do torneio, em 1943.

      Seguindo o modelo do ano anterior, todas as partidas seriam realizadas no Pacaembu. As três melhores equipes do Campeonato Paulista de 1942 se enfrentariam em um triangular, todas contra todas em turno único, e aquela que somasse mais pontos seria a campeã.

      Participaram da disputa o Corinthians, vice-campeão do Paulista de 1942, além de Palmeiras (campeão) e São Paulo (terceiro colocado) – as mesmas três equipes da Taça Cidade de São Paulo de 1942.

      Em nossa primeira partida na competição, no dia 24 de junho, não saímos de um empate contra o São Paulo em 1x1 – Hércules foi o autor do gol corinthiano.

      Como Palmeiras e São Paulo também empataram na outra partida do triangular, a última rodada seria uma verdadeira decisão entre Corinthians e Palmeiras, que entraram em campo no dia 1º de julho sabendo que quem vencesse ficaria com a taça. E aconteceu exatamente como no ano anterior: Corinthians campeão vencendo seu maior rival por goleada. Hércules abriu o placar, mas o Palmeiras empatou; já no segundo tempo, Hércules fez mais um e Eduardinho fechou a conta em 3x1, dando o bicampeonato da Taça Cidade de São Paulo para o Corinthians.

      Time-base: Bino; Chico Preto e Begliomini; Jango, Brandão e Dino; Jerônimo (Lucas), Milani  (Teleco), Servílio, Eduardinho e Hércules. Técnico: Amílcar Barbuy.

      Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

      Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                        

      Agenda – 4 de janeiro

      No dia 4 de janeiro de:


      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.

      terça-feira, 3 de janeiro de 2017

      Títulos – Taça Cidade de São Paulo de 1942

      No ano de 1942, foi colocada em disputa a Taça Cidade de São Paulo, torneio anual que consistia em um triangular envolvendo os três primeiros colocados do Campeonato Paulista do ano anterior.

      Participaram do torneio inaugural, além do Corinthians (campeão paulista de 1941), o São Paulo e o Palestra de São Paulo (respectivamente, segundo e terceiro colocados daquele estadual). O sistema de jogo era todos contra todos em turno único, sendo todas as partidas disputadas no Pacaembu. Após três rodadas, a equipe com mais pontos ganhos seria a campeã.

      A estreia corinthiana se deu em 5 de julho, contra o São Paulo, e vencemos por 2x1, gols de Brandão e Servílio.

      Em 15 de julho, a partida final do triangular foi um confronto entre o Corinthians e o Palestra, que havia sido derrotado pelo São Paulo no outro jogo da competição. E arrebentamos o rival por 4x2 – Servílio, Eduardinho, Milani e Jesus marcaram para o Corinthians.

      Com duas vitórias em dois jogos, fomos campeões da primeira Taça Cidade de São Paulo, título importante para que o Corinthians largasse na frente em busca da posse definitiva desse troféu, já que a equipe que vencesse a disputa cinco vezes ficaria com a taça para sempre.

      Time-base: Pio; Nélson (Agostinho) e Chico Preto; Jango (Sabiá), Brandão e Joane; Jesus (Jerônimo), Milani, Servílio (Teleco), Eduardinho e Hércules. Técnico: Carlos Menjou.

      Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

      Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                        

      Agenda – 1º de janeiro

      No dia 1º de janeiro de:

      • 1910 nasceu Brandão, meio-campista que atuou no Corinthians de 1935 a 1946.

        • 1946 nasceu Roberto Rivellino, meio-campista que atuou no Corinthians de 1965 a 1974.

          • 1969 nasceu Paulo Sérgio Rosa, o Viola, atacante que atuou no Corinthians de 1988 a 1995.

          • 1984 nasceu Paolo Guerrero, atacante que atuou no Corinthians de 2012 a 2015.
                             
          Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
          na nossa agenda, clique aqui.

          Agenda – 30 de dezembro

          No dia 30 de dezembro de:


          Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
          na nossa agenda, clique aqui.