segunda-feira, 30 de maio de 2016

Pós-jogo: Sport 0x2 Corinthians

Campeonato Brasileiro 2016 – 4ª rodada

Mais uma vitória, a primeira fora de casa.

Embalou?

Próximo jogo: 1º/6, contra o Santos, em casa, pelo Brasileirão.

Veja os gols no vídeo:


Para ver os posts dos outros jogos do Campeonato Brasileiro 2016, clique aqui.
          

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Pós-jogo: Corinthians 3x0 Ponte Preta

Campeonato Brasileiro 2016 – 3ª rodada

Primeira vitória no campeonato, fazendo uma grande partida e ainda goleando um adversário que não costuma ser moleza.

Com mudanças no time, tanto taticamente como na escalação, atropelamos a Ponte em Itaquera.

O time é bom, nossas as peças são ótimas. Não há elenco como o nosso no futebol brasileiro. Se o time for escalado da maneira mais favorável ao que temos na mão e todos se comprometerem, não há por que não acreditar em sucesso no restante da temporada.

Próximo jogo: 29/5, contra o Sport, fora de casa, pelo Brasileirão.

Veja os gols no vídeo:


Para ver os posts dos outros jogos do Campeonato Brasileiro 2016, clique aqui.
          

Agenda – 27 de maio

No dia 27 de maio de:

  • 2001 Corinthians empatou com o Botafogo de Ribeirão Preto em 0x0 e conquistou o Campeonato Paulista de 2001o 24º de sua história.
  •            
      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.
              

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Agenda – 25 de maio

No dia 25 de maio de:

  • 1952 nasceu Adenor Leonardo Bacchi, o Tite, treinador do Corinthians de 2004 a 2005, de 2010 a 2013 e desde 2015.
  •            
      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.
                        

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Pós-jogo: Vitória 3x2 Corinthians

Campeonato Brasileiro 2016 – 2ª rodada

Ê, Corinthians... Abre 1x0, mas sofre o empate; faz 2x1, mas toma o empate outra vez; e aí, leva o terceiro e sai derrotado contra uma equipe que acabou de subir da segunda divisão... Parabéns! Tá no caminho certo!

Era pra ter somado seis pontos nas primeiras duas rodadas (Grêmio em casa, desculpa, mas tem que atropelar, e Vitória fora, desculpa, mas tem que atropelar), mas somou só um. Que lindo! Como joga bola o nosso time!

E já chegamos a 32 dias sem vitória. Apenas 32 dias! Muito bem, Timão!

Mas pelo menos o time que foi visto em campo está mais próximo da equipe ideal pedida não só por mim, mas por muitos torcedores por aí, com Cássio no banco, finalmente dando vaga para Walter, Balbuena na zaga e Guilherme jogando como atacante, em sua posição de origem. Embora ontem as falhas defensivas tenham passado dos limites e tenhamos perdido um jogo que dava pra ter ganho com um pé nas costas, a tendência e que as coisas se acertem. Ainda tenho esperança de que a gente faça um grande campeonato.

Próximo jogo: 26/5, contra a Ponte Preta, em casa, pelo Brasileirão.

Veja os gols no vídeo:


Para ver os posts dos outros jogos do Campeonato Brasileiro 2016, clique aqui.
          

Agenda – 23 de maio

No dia 23 de maio de:

  • 1932 nasceu Dino Sani, meio-campista que atuou no Corinthians de 1965 a 1968 e treinador do clube de 1969 a 1970.

  • 1964 nasceu Wilson Mano, meio-campista que atuou no Corinthians de 1986 a 1992 e em 1994.
  •            
      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.
              

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Títulos – Torneio Rio-São Paulo de 1954

Para o Corinthians da primeira metade da década de 1950, ser campeão era rotina. Em 1954, além de vencer o histórico Campeonato Paulista do IV Centenário, a equipe teve a oportunidade de defender o seu título no Torneio Rio-São Paulo, já que havia sido o campeão no ano anterior, e conseguiu uma nova conquista para coroar o período mais vitorioso de sua história.

O regulamento era o mesmo do ano anterior: 10 equipes, sendo cinco de São Paulo e cinco do Rio de Janeiro, se enfrentariam no formato de pontos corridos em turno único, com o campeão sendo conhecido após nove rodadas.

Imbatível no início do campeonato, o Corinthians conquistou seis vitórias nas primeiras seis partidas. Tivemos 100% de aproveitamento contra as equipes do Rio (América e Vasco, vencemos em casa; Botafogo, Fluminense e Flamengo, derrotamos em pleno Maracanã) e também conseguimos uma vitória contra a Portuguesa. Mas nossa campanha rumo a um título que parecia fácil se complicou após duas derrotas consecutivas em clássicos: perdemos para Santos (2x0) e São Paulo (1x0), resultados esses que causaram a queda do técnico Rato e abriram caminho para que o Fluminense assumisse a liderança da competição.

Restando apenas uma partida, e já com o lendário treinador Oswaldo Brandão no comando da equipe, a situação corinthiana era bastante complicada. O Fluminense tinha uma mão na taça, pois dependia apenas de seu resultado em um clássico contra o Vasco para ser campeão; o Corinthians, por sua vez, precisava vencer o sempre complicado derby contra o Palmeiras – clube que inclusive ainda tinha chances de título – e torcer para que o tricolor carioca fosse derrotado. E foi exatamente essa a combinação de resultados que aconteceu na rodada decisiva, disputada em 10 de julho: com gol de Cláudio, vencemos nosso rival por 1x0, mesmo placar da vitória vascaína na partida disputada no Rio de Janeiro. E vencemos no sufoco, pois o Palmeiras chutou na trave um pênalti marcado a seu favor e poderia ter empatado a partida.

Com isso, o Corinthians levantou a sua terceira taça do Rio-São Paulo e se tornou o maior campeão isolado da competição, deixando para trás o próprio Palmeiras, que possuía dois troféus. A conquista foi ainda um bicampeonato, por se somar ao título de 1953, e assim nos tornamos o primeiro clube a vencer a competição em duas temporadas consecutivas.

Time-base: Gilmar (Cabeção); Homero (Murilo) e Olavo; Idário (Diogo), Goiano e Roberto; Cláudio, Luizinho, Paulo, Carbone (Nardo) e Simão. Técnico: Oswaldo Brandão.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                   

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Agenda – 19 de maio

No dia 19 de maio de:

  • 2013 Corinthians empatou com o Santos em 1x1 e conquistou o Campeonato Paulista de 2013, o 27º de sua história.
  •            
      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.
              

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Agenda – 18 de maio

No dia 18 de maio de:

  • 1949 nasceu Zé Maria, lateral-direito que atuou no Corinthians de 1970 a 1983 e treinador do clube em 1983.

  • 1959 nasceu Biro-Biro, meio-campista que atuou no Corinthians de 1978 a 1988.

  • 2014 ocorreu a inauguração da Arena Corinthians, contra o Figueirense. Placar: 0x1.
  •            
      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.
              

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Pós-jogo: Corinthians 0x0 Grêmio

Campeonato Brasileiro 2016 – 1ª rodada

Um empate em casa, seja qual for o adversário, pode ser considerado um bom resultado para um time da grandeza do Corinthians? Jamais. Nem mesmo se a partida for contra o Grêmio, equipe casca grossa e que historicamente sempre dificulta a nossa vida.

Por isso, podemos afirmar sem medo de sermos injustos: o Corinthians começou com o pé esquerdo o Campeonato Brasileiro de 2016.

Melhor assim. Já tô cansado de ser favorito e ficar pelo caminho. É melhor começar mal, correndo por fora, e comemorar no final, como aconteceu no ano passado.

Próximo jogo: 22/5, contra o Vitória, fora de casa, pelo Brasileirão.

Agenda – 15 de maio

No dia 15 de maio de:

  • 2002 Corinthians empatou com o Brasiliense em 1x1 e conquistou a Copa do Brasil de 2002, a 2ª de sua história.
  •            
      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.
              

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Agenda – 13 de maio

No dia 13 de maio de:

  • 2001 aconteceu a partida contra o Santos pela semifinal do Campeonato Paulista com o histórico gol de Ricardinho, que valeu a classificação corinthiana, faltando 10 segundos para o fim do jogo.
  •            
      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.
          

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Agenda – 12 de maio

No dia 12 de maio de:

  • 2002 Corinthians empatou com o São Paulo em 1x1 e conquistou o Torneio Rio-São Paulo de 2002, o 5º de sua história.
  •            
      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Títulos – Campeonato Paulista de 1941

O título paulista de 1941 conquistado pelo Corinthians quase foi um pentacampeonato. Quase. Após o tri em 1937-1938-1939, se não fosse a má campanha no estadual de 1940 (um quarto lugar), teríamos enfileirado cinco títulos na sequência. Não conseguimos, é verdade, mas vencer quatro títulos em cinco anos foi o suficiente para reafirmar a hegemonia corinthiana no estado de São Paulo.

O Paulista de 1941, primeiro na história a ser organizado pela Federação Paulista de Futebol, contou com o mesmo sistema de disputa dos anos anteriores: eram 11 equipes, todas se enfrentando no sistema de pontos corridos em turno e returno, com o campeão sendo conhecido após 20 rodadas.

O Corinthians mostrou estar no caminho certo desde sua primeira partida no campeonato, na qual derrotou o Hespanha por 4x0. Foram oito vitórias nos oito primeiros jogos disputados, incluindo a maior goleada do torneio: um humilhante 7x0 sobre o Santos. Com o time acumulando bons resultados tanto no turno como no returno, o título parecia uma mera questão de tempo, e ele veio no dia 28 de setembro, quando vencemos o Santos na Vila Belmiro por 3x2, gols de Brandão, Servílio e Teleco, e levantamos a taça com duas rodadas de antecedência, já que nossa pontuação não poderia ser alcançada por mais ninguém.

Foi o 12º título paulista conquistado pelo Corinthians, que se tornou o maior vencedor isolado do estado, ultrapassando o Paulistano, que possuía 11.

Com o título assegurado, tínhamos mais um desafio: conquistá-lo de forma invicta, o que teria ocorrido pela quinta vez em nossa história. Não conseguimos, mas foi por pouco. Chegamos na última rodada, um clássico contra o Palestra Itália disputado no Pacaembu, no dia 12 de outubro, sem termos perdido nenhuma das 19 partidas disputadas naquele torneio e defendendo uma série de 22 jogos consecutivos sem derrota no Campeonato Paulista, invencibilidade que havia sido iniciada no estadual do ano anterior. Caso não perdêssemos, chegaríamos a 23 jogos sem sermos derrotados e tiraríamos do próprio Palestra a Taça dos Invictos (troféu entregue pelo jornal A Gazeta Esportiva para a equipe que superasse o recorde vigente de invencibilidade no Paulista), pois o rival havia alcançado 22 jogos sem derrota entre 1933 e 1934. No entanto, o jogo acabou 2x0 para o Palestra, que conseguiu carimbar nossa faixa e adiar a conquista corinthiana da Taça dos Invictos por mais 15 anos. O Palestra, aliás, foi a única equipe que não conseguimos vencer ao longo de toda a competição, pois no primeiro turno o confronto entre as duas equipes terminou com um empate em 1x1. Todos os demais adversários foram derrotados pelo Corinthians em pelo menos um dos turnos.

Mas nada disso mancha a ótima campanha realizada pelo Corinthians: foram 16 vitórias, três empates e apenas uma derrota em 20 jogos. Além disso, novamente tivemos o melhor ataque (61 gols marcados) e a melhor defesa (apenas 17 gols sofridos) e contamos outra vez com o artilheiro da competição: Teleco, com 26 gols, 12 à frente do segundo colocado. Essa foi, aliás, a quinta vez que o lendário atacante corinthiano alcançou a artilharia do Campeonato Paulista.

A conquista foi bastante marcante também por ter sido o primeiro título comemorado no Pacaembu, estádio recém-construído e que praticamente seria a nossa casa ao longo das décadas seguintes. Embora o jogo que nos deu a taça não tenha sido disputado no estádio, várias partidas do campeonato foram realizadas ali.

Mas nem tudo foram flores. Essa conquista marca o início do primeiro grande jejum que o Corinthians atravessou em sua história. Seriam nove longos anos sem nenhuma conquista, até o título do Rio-São Paulo de 1950, e 10 anos sem vencer o Paulista, escrita que seria quebrada apenas na edição de 1951 do campeonato.


Time-base: Ciro (Pio); Agostinho e Chico Preto (Dedão); Jango (Peliciari), Brandão e Dino; Lopes (Tite), Servílio, Teleco (Mário Milani), Joane (Caio) e Carlinhos (Manja). Técnico: Del Debbio.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                   

terça-feira, 10 de maio de 2016

Agenda – 10 de maio

No dia 10 de maio de:

  • 1952 nasceu Vanderlei Luxemburgo, treinador do Corinthians em 1998 e em 2001.
  •            
      Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
      na nossa agenda, clique aqui.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Agenda – 9 de maio

No dia 9 de maio de:

  • 1927 nasceu Idário, lateral-direito que atuou no Corinthians de 1949 a 1959.
           
    Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
    na nossa agenda, clique aqui.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Pós-jogo: Corinthians 2x2 Nacional-URU

Libertadores 2016 – Oitavas de final: jogo de volta

Eliminados, mais uma vez.

Eu estou tão puto que mal consigo escrever um texto. Vou optar por simplesmente apontar as principais questões relacionadas a mais esse vexame.

• Até quando as oitavas de final da Libertadores vão ser um Deus nos acuda para o Corinthians? Foi a sétima eliminação nessa fase da competição em 13 participações.

• Até quando vamos passar vergonha dentro de casa? Foi a quinta eliminação em cinco torneios de mata-mata disputados na Arena.

• Até quando o time não vai conseguir segurar a onda no aspecto psicológico?

• Até quando os jogadores do Corinthians vão errar pênaltis dessa maneira? André, que havia sido o único a converter sua cobrança na eliminação contra o Audax, bateu ontem como uma criança de 8 anos.

• Até quando o nosso treinador teimoso e cabeça-dura vai insistir no mesmo sistema de jogo do ano passado? Nós NÃO TEMOS PEÇAS À ALTURA DOS DESTAQUES DE 2015, como Renato Augusto e Jadson, e nem ninguém com as características desses jogadores. TEM QUE MUDAR O ESQUEMA.

• Até quando o nosso treinador teimoso e cabeça-dura vai insistir com JOGADORES QUE NÃO TÊM QUALIDADE SUFICIENTE PARA VESTIR A CAMISA DO CORINTHIANS, como Rodriguinho e Bruno Henrique?

• Até quando o nosso treinador teimoso e cabeça-dura vai insistir com a sua panelinha? Se a sua palavra de ordem é MERECIMENTO, não se pode ter em campo Cássio, Yago, Elias e André, sendo que os outros jogadores da posição (Walter, Balbuena, Maycon e Romero) sempre jogam melhor nas poucas oportunidades em que conseguem atuar. Tem jogador intocável no elenco, agora?

• No caso do Romero, em especial: se o cara é o artilheiro do time no ano, até quando o nosso treinador teimoso e cabeça-dura vai insistir em deixá-lo no banco? OK, ele não é centroavante, mas se o Guilherme jogou cinco meses fora de posição, por que não deixar o Romero no lugar do André, já que mesmo fora de posição ele é mais eficiente?

• Até quando o nosso treinador teimoso e cabeça-dura vai escalar o time pra, com sorte, trazer um empate do jogo fora para tentar definir em casa? Tá difícil de ver que NINGUÉM TÁ DEFININDO NADA EM CASA? Tá difícil de perceber que dava pra ter ganho lá no Uruguai, pra ter muito mais tranquilidade na partida de ontem?

• Até quando o nosso treinador teimoso e cabeça-dura vai escalar errado o time e, pior, não trazer nenhuma opção decente nem mesmo no banco de reservas? Danilo no banco "caso a gente precise segurar a bola" é coisa de quem já dava certeza da vitória antes mesmo da partida começar (ou seja, uma grande arrogância). E precisando virar o jogo, cadê um Marlone, ou um Guilherme, ou um Luciano, jogadores com capacidade de marcar gols (ou, na pior das hipóteses, pra dar pelo menos um mísero chute no gol)? Mesmo em má fase, no caso de Luciano e Guilherme, é pra marcar gols que eles servem, não?

• Até quando o Cássio vai rebater TODAS as bolas pra frente? Qualquer um sabe a regra básica na hora de se espalmar a bola: espalma para os lados, cacete!

• Até quando a tão elogiada "melhor defesa do Brasil" vai dar todos os espaços do mundo para os adversários, se comportando como um sistema defensivo composto por baratas tontas?

• E, talvez, a dúvida mais importante: quando o Corinthians vai voltar a ser Corinthians? Aquele time raçudo, que jogava com garra e arrancava resultados improváveis contra equipes muitas vezes superiores à nossa? Hoje acontece o contrário: é melhor CT do Brasil, melhor estádio do Brasil, melhor departamento médico do Brasil, melhor elenco (no papel) do Brasil, mas, na hora do vamos ver, nada acontece. Cadê a fibra? Cadê o time das viradas? Há quanto tempo não revertemos um resultado adverso? Há quanto tempo vemos o time tomar o primeiro gol com a certeza de que NÃO VAMOS VIRAR O JOGO? É revoltante. Nosso time treme em decisões, coisa que nunca aconteceu. É um time covarde, sem energia, sem alma. E time sem alma, meus amigos, não chega a lugar algum.

Boa sorte no resto do ano, porque é disso que vamos precisar. Afinal de contas, se depender de gente que honre a nossa camisa, estamos perdidos.

Próximo jogo: 15/5, contra o Grêmio, em casa, pelo Brasileirão.

Veja os gols (e o pênalti perdido) no vídeo:



Para ver os posts dos outros jogos da Libertadores 2016, clique aqui.
          

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Agenda – 3 de maio

No dia 3 de maio de:

           
Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
na nossa agenda, clique aqui.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Corinthianos Famosos – Ronald Golias

Maior comediante da história do nosso país, Ronald Golias (nascido em São Carlos em 4 de maio de 1929 e falecido em São Paulo em 27 de setembro de 2005) era corinthiano fanático.

Mas, apesar disso, um de seus primeiros papéis no rádio foi de um torcedor são-paulino, no programa Miss Campeonato, da Rádio Nacional. A atração contava com um personagem representando cada um dos grandes times de São Paulo, e coube ao corinthiano Golias representar o aristocrata torcedor do São Paulo.

Golias foi um dos vários famosos convidados para a festa do milésimo jogo da história do estádio do Morumbi, em 1987 – coincidentemente, um Corinthians x São Paulo –, mas para não desagradar à torcida tricolor, o comediante entrou em campo com uma camisa dividida: metade do Corinthians, metade do São Paulo, como mostra a foto a seguir. Mas repare que no lado esquerdo do peito a camisa é do Corinthians...


Para ver uma lista de corinthianos famosos, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros corinthianos famosos, clique aqui.

Agenda – 1º de maio

No dia 1º de maio de:

  • 1929 ocorreu a primeira vitória internacional do Corinthians: 3x1 sobre o Barracas, da Argentina.
               
Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
na nossa agenda, clique aqui.

Agenda – 30 de abril

No dia 30 de abril de:

  • 1932 nasceu Mário Travaglinitreinador do Corinthians de 1982 a 1983.
               
Para ver outras datas importantes da história do Corinthians 
na nossa agenda, clique aqui.